segunda-feira, 2 de maio de 2011

# 11 - Armazenamento de Dados no Arduino

Existem três categorias de memória no Arduino (ATmega168): 

> Memória flash, é onde o Arduino armazena o "sketch". 
> SRAM (memória estática de acesso aleatório) : É o esboço que cria e manipula variáveis quando ele é executado. 
> Memória EEPROM é que os programadores podem utilizar para armazenar informação a longo prazo. 

Memória Flash e EEPROM memória são não-volátil (a informação persiste após o poder é desligado). SRAM é volátil e será perdido quando o poder é cíclico. 

O ATmega168 chip possui as seguintes quantidades de memória: 

- Flash 16k bytes (2k de que é utilizado para o gestor de arranque) 
- SRAM 1024 bytes 
- EEPROM 512 bytes


No nosso projeto, utilizaremos a memória Flash do arduíno para gravar os dados obtidos do Twitter, através do PROGMEM.


O que é?

A palavra-chave PROGMEM é um modificador de variável, deve ser usado somente com os tipos de dados definidos no pgmspace.h. Ela diz ao compilador "colocar esta informação na memória flash", em vez de na SRAM, onde iria normalmente.


Aplicação

Usaremos a memória flash do arduino como buffer ao invés da SRAM (que é pouca e atrasa o processo), pra agilizar a escrita e manipulação do texto simultaneamente com o shield. No entanto iremos tomar cuidado, pois nesta memória também será armazenado o código.

Mais...

Para maiores informações sobre os tipos de armazenamento de dados nas placas arduino, CLIQUE AQUI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário